Última hora

Última hora

Eleições presidenciais no Egito prolongadas por mais um dia

Em leitura:

Eleições presidenciais no Egito prolongadas por mais um dia

Tamanho do texto Aa Aa

A comissão eleitoral egípcia decidiu prolongar por mais um dia, até ao final desta quarta-feira, as eleições presidenciais. A decisão foi tomada por causa da baixa participação dos eleitores, que ronda apenas os 37%.

O correspondente da euronews na cidade do Cairo, Mohammed Shaikhibrahim explica que “a Comissão Eleitoral Suprema decidiu estender o tempo da votação para permitir que a quem trabalha longe de casa, regressar aos distritos de origem para votar. Mas este prolongamento também é visto como uma forma de aumentar a taxa de participação, que ainda está em níveis muito baixos”.

As campanhas dos dois únicos candidatos presidenciais egípcios, Abdel Fattah al-Sisi e Hamdeen Sabahi, contestaram a decisão da Comissão eleitoral.
Nas ruas do Cairo, os eleitores dão várias explicações para a elevada abstenção nestas eleições. Um eleitor entrevistado pela euronews explicou que participou “em eleições muitas vezes e no fim nada mudou. Os meus votos foram parar ao lixo das últimas cinco vezes, por isso não vale a pena perder o dia para ir votar.” Um outro garante que “é certo que al-Sissi vai vencer estas eleições, por isso não vale a pena ir votar. Isto é um espectáculo, que as pessoas estão a assistir e acredito que vamos voltar ao antigo regime.”

O ex-chefe militar Abdel Fattah al-Sissi é então o favorito a vencer estas eleições, convocadas depois do próprio ter deposto o islamita Mohamed Morsi, o primeiro presidente eleito democraticamente no Egito.