Última hora

Última hora

Karzai sauda retirada progressiva proposta por Obama enquanto talibãs denunciam prolongamento da ocupação

Em leitura:

Karzai sauda retirada progressiva proposta por Obama enquanto talibãs denunciam prolongamento da ocupação

Tamanho do texto Aa Aa

O presidente afegão Hamid Karzai sauda a retirada progressiva anunciada por Barack Obama, enquanto os talibãs denunciam um “prolongamento” da ocupação.

O presidente norte-americano propôs manter 9800 soldados no Afeganistão até ao fim de 2016. Como condição para prolongar a presença militar depois da saída da maioria das forças da NATO, no fim deste ano, o próximo presidente afegão deve assinar o pacto de segurança negociado entre Cabul e Washington.

Entrevistado pela euronews, o ministro afegão do Interior afirma que “ambos os candidatos prometeram assiná-lo na primeira semana em funções”. Mohammad Omar Daudzai tem “a certeza que os Estados Unidos, os Europeus e o Ocidente em geral não terão razões para se preocupar”.

Os afegãos votam no próximo dia 14 de Junho para escolher entre Abdullah Abdullah e Ashraf Gani.

Nas ruas de Cabul, as opiniões dividem-se acerca do anúncio de Obama.

Um residente diz que “deveriam manter 40.000 soldados norte-americanos no país, em vez dos 9.800 anunciados”.

Mas outro defende que “as forças afegãs podem defender o seu próprio território. A presença de norte-americanos no Afeganistão só reforça a miséria e o conflito”.

Os talibãs denunciaram o “prolongamento da ocupação” e prometeram lutar até que não reste um único soldado dos Estados Unidos no país.