Última hora

Última hora

Soldados do Burundi matam manifestantes na República Centro-Africana

Em leitura:

Soldados do Burundi matam manifestantes na República Centro-Africana

Tamanho do texto Aa Aa

Soldados de manutenção da paz do Burundi ao serviço da União Africana abateram mortalmente duas pessoas durante o segundo de dois dias de protestos em Bangui, a capital.

A União Africana anunciou que os soldados burundianos respondiam a tiros de fogo perto de um quartel.

Os manifestantes estão revoltados. “O que nós estamos a fazer é pacífico e não temos quaisquer interesses políticos. Não estamos a pedir a demissão de ninguém, nós pedimos que as milícias sejam desarmadas. Que aquele quilómetro 5 seja desarmado”, diz um manifestante. “Como solução queremos a partida imediata, no mais curto espaço de tempo, das forças do Burundi. Depois, pretendemos a libertação do quilómetro 5 para que as nossas mães, os nossos filhos e pais possam continuar com o dia-a-dia normal”, afirma outro.

É no quilómetro cinco que está um bairro de maioria muçulmana, reduto de uma milícia armada. Na quarta-feira, no limite dessa área, a igreja de nossa senhora de Fátima foi alvo de um ataque mortal que torna mais difícil a paz entre as comunidades cristã e muçulmana.