Última hora

Última hora

Soldado norte-americano libertado pelos talibãs está na Alemanha

Em leitura:

Soldado norte-americano libertado pelos talibãs está na Alemanha

Tamanho do texto Aa Aa

O soldado norte-americano, libertado pelos talibãs, está na Alemanha. A libertação ocorreu depois de um acordo que levou cinco presos membros da organização talibã, detidos na prisão de Guantánamo a serem também libertados. O grupo foi já transferido para o Qatar. Segundo o Secretário norte-americano da defesa, numa visita surpresa ao Afeganistão, a troca decorreu como esperado:

“Não foram disparados tiros, não houve violência, correu tudo de acordo com o planeado e com aquilo que esperávamos”, afirmou Chuck Hagel.

Em comunicado, o movimento fundamentalista islâmico, já demonstrou satisfação pela troca. Os talibãs libertados foram altos responsáveis da organização, entre eles está um comandante que foi governador do estado de Herat e ministro do Interior, durante o regime talibã.

A administração Obama garante que estes homens ficam sob custódia das autoridades do Qatar, com restrições aos seus movimentos e atividades. Ainda assim, as criticas à decisão de Barack Obama são muitas, não só por parte dos republicanos mas também no Afeganistão:

“Isto vai ter um impacto negativo no nosso país numa altura em que os americanos estão a retirar as suas forças. Essas pessoas vão voltar a juntar-se aos talibãs”, afirma Mohammad Rahim, afegão residente em Cabul.

Os Estados Unidos vão retirar, progressivamente, as suas tropas do Afeganistão. Os americanos esperam deixar o país até ao final de 2016, se o futuro presidente afegão assinar o acordo bilateral de segurança.