Última hora

Última hora

Governo afegão contesta transferência de talibãs detidos em Guantânamo

Em leitura:

Governo afegão contesta transferência de talibãs detidos em Guantânamo

Tamanho do texto Aa Aa

O governo afegão considerou ilegal a transferência para o Qatar dos cinco prisioneiros de Guantânamo, em troca da libertação de um soldado norte-americano, e exigiu que sejam libertados imediatamente.

Um comunicado do ministério dos Negócios Estrangeiros do Afeganistão refere que “ a administração norte-americana entregou cidadãos afegãos ao Qatar sem o acordo prévio do governo afegão, o que é contrário às regras internacionais”.

Os cinco antigos responsáveis talibãs, considerados ainda influentes junto da rebelião, foram transferidos da base militar de Guantânamo em troca pelo soldado norte-americano.

O sargento Bowe Bergdahl, libertado no sábado, passou cinco anos refém dos talibãs, após ter sido capturado em 30 de junho de 2009 na província de Paktika.

Entretanto, o mullah Omar, chefe supremo dos talibãs afegãos, considerou que a libertação dos cinco prisioneiros de Guantânamo constitui “uma grande vitória” para os rebeldes islâmicos.