Última hora

Última hora

Brasil 2014: Brazuca quer fazer esquecer Jabulani

Em leitura:

Brasil 2014: Brazuca quer fazer esquecer Jabulani

Tamanho do texto Aa Aa

Se a Jabulani, bola oficial do Campeonato do Mundo da África do Sul, foi um verdadeiro tiro ao lado, a Brazuca, bola com que se irá jogar o mundial do Brasil, está longe de ser um tiro no escuro.

Nunca uma bola foi tão testada. Foram dois anos e meio de testes, envolvendo mais de 600 jogadores e ex-jogadores e 30 equipas de dez países.

A conclusão parece unânime. A Brazuca estará à altura das expectativas quando começar a rolar nos relvados brasileiros.

A textura foi alterada, permitindo uma melhor aderência e estabilidade numa bola que contará apenas com seis gomos, e não os habituais oito.

De acordo com Takeshi Asai, professor de ciências do desporto na Universidade de Tsukuba, no Japão, a redução do número de gomos foi compensada com um aumento no comprimento total das costuras, o que se traduz numa maior estabilidade.

Com a Brazuca terminam os pesadelos vividos pelos guarda-redes na África do Sul. A Jabulani ficou conhecida pela trajetória instável e foi frequentemente comparada a uma bola de praia.

Tal como o nome, também as cores da Brazuca pretendem homenagear o país anfitrião.

Quem quiser levar uma para casa, terá de desembolsar 115 euros, no entanto também estão disponíveis réplicas a preços bem mais acessíveis.