Última hora

Última hora

Lughansk: Rebeldes ocupam base militar - OSCE confirma ataque aéreo na cidade

Em leitura:

Lughansk: Rebeldes ocupam base militar - OSCE confirma ataque aéreo na cidade

Tamanho do texto Aa Aa

Na Ucrânia, as forças armadas abandonaram, durante a noite, por falta de munições, uma base da guarda nacional, na região de Lughansk, que foi assaltada por cerca de trezentos rebeldes.

Segundo fontes ucrânianas três soldados ficaram feridos e vários rebeldes foram mortos. As forças separatistas não divulgaram qualquer balanço de vítimas da operação.

Segundo um porta-voz da autoproclamada República Popular de Lughansk, os elementos da guarda nacional que se encontravam na base foram libertados.

Entretanto, continuam as informações contraditórias sobre a explosão ocorrida esta terça-feira no quartel general dos separatistas na cidade de Lughansk. A explosão matou oito pessoas e deixou 28 feridas.

Os separatistas denunciam um ataque aéreo das forças ucranianas.

Kiev começou por negar, falando de manipulação deficiente de armamento, mas os membros da Organização para a Segurança e Cooperação na Europa (OSCE), que estão na Ucrânia, confirmam que se tratou de ataque aéreo, uma informação divulgada pela própria OSCE em comunicado.