Última hora

Em leitura:

Museu da bateria de Merville reconstitui assalto crucial do Dia D


França

Museu da bateria de Merville reconstitui assalto crucial do Dia D

Nas vésperas do aniversário do Dia D, a Normandia lembra os 132.000 homens que chegaram pelo mar para libertar a França da ocupação nazi. Na localidade costeira de Merville, o 9o. batalhão de paraquedistas britânicos pagou um preço elevado.

A dois quilómetros da costa, a poderosa bateria de Merville era um objetivo primordial, antes do desembarque. Para evitar um massacre na praia Sword, era preciso neutralizar os quatro canhões apontados para o mar.

Mas a missão tornou-se num pesadelo, como explica o presidente da Câmara de Merville. Olivier Paz diz que “o Dia D ainda mal tinha começado e já a tragédia ganha os céus. Metade dos paraquedistas caem demasiado a Leste, nos pântanos que Rommel tinha feito inundar e afogam-se. Apenas 150 de um total de 700 conseguem alcançar o ponto de encontro e vêem-se, a 150 perante a bateria,
simplesmente armados de metralhadoras e facas entre os dentes”.

Apenas sobreviveram 75 soldados britânicos, que fizeram 22 presos alemães.

A correspondente da euronews diz que “o museu da bateria de Merville oferece uma impressionante reconstituição da noite de 5 a 6 de Junho de 1944”. Laurence Alexandrowicz propõe “descobrir o impressionante assalto na companhia de um veterano norte-americano de 90 anos”.

Visivelmente emocionado durante a visita, Paul Bordeleau diz apenas que “os outros morreram”, enquanto ele “continua vivo”.

Há pontos de vista diferentes para cada história: a Euronews conta com jornalistas do mundo inteiro para oferecer uma perspetiva local num contexto global. Conheça a atualidade tal como as outras línguas do nosso canal a apresentam.

tradução automática

tradução automática

tradução automática

Artigo seguinte

mundo

Egito: al-Sisi proclamado oficialmente como presidente