Última hora

Última hora

180 mil pessoas lembram massacre de Tiananmen em Hong Kong

Em leitura:

180 mil pessoas lembram massacre de Tiananmen em Hong Kong

Tamanho do texto Aa Aa

Mais de 180.000 pessoas participaram esta noite numa vigília em Hong Kong para homenagear as vítimas do massacre de há 25 anos na praça de Tiananmen, em Pequim.

Uma homenagem com eco em Macau. O estatuto especial das duas regiões faz com que sejam os únicos locais da China onde são autorizadas iniciativas para recordar a tragédia.

O dissidente chinês Teng Biao explica que é “a primeira vez” que participa “neste tipo de evento político em larga escala” e diz esperar que “um dia, os cidadãos chineses tenham verdadeiramente a liberdade de se manifestarem”.

Tal como todos os anos e com especial atenção para este vigésimo quinto aniversário, a célebre praça da capital chinesa encontrava-se ontem rodeada de um importante dispositivo de segurança.

Mas, apesar dos esforços do regime para apagar da memória coletiva o massacre, resistem as imagens icónicas do dia 4 de Junho de 1989, quando os tanques avançaram sobre estudantes que se manifestavam pelo fim da corrupção e pela democracia.