Última hora

Última hora

Brasil 2014: O "melting pot" dos Estados Unidos

Em leitura:

Brasil 2014: O "melting pot" dos Estados Unidos

Tamanho do texto Aa Aa

Jürgen Klinsmann não tem dúvidas em considerar o primeiro jogo dos Estados Unidos uma final. Pela frente, nada mais, nada menos que o carrasco norte-americano nos dois últimos mundiais, o Gana.

Landon Donovan esteve em ambos os encontros mas o selecionador alemão optou por deixar o futebolista mais icónico do país fora da convocatória para o Brasil.

Sem Donovan, aumentam as responsabilidades de Clint Dempsey e Michael Bradley, dois jogadores claramente acima da média numa equipa desequilibrada.

Para resolver os problemas de recrutamento, Klinsmann não hesita em procurar soluções fora do país, cinco dos eleitos têm passaporte alemão e quatro jogaram mesmo nas seleções jovens da Maanschaft, Aron Jóhannsson jogou pela Islândia e Mikkel Diskerud pela Noruega.