Última hora

Última hora

"Korengal": Porque é que tens saudades da guerra?

Em leitura:

"Korengal": Porque é que tens saudades da guerra?

Tamanho do texto Aa Aa

“Korangal” é o novo documentário do jornalista norte-americano Sebastian Junger. Se no primeiro filme, “Restrepo”, Junger retratou o quotidiano dos soldados americanos no Afeganistão, em “Korangal” o repórter questiona os militares sobre que significado tem para eles o facto de viverem uma guerra.

Em 2007 e 2008, Junger e o fotojornalista Tim Hetherington, acompanharam um grupo de soldados no Vale de Korangal, um dos lugares mais perigosos do Afeganistão, na raia com o Paquistão.

“Com Korangal, quis investigar mais em mais profundidade a experiência de combate e os seus efeitos nos soldados. Depois da missão perguntei-lhes coisas como ‘o que significa ser corajoso? De que é que tem saudades? E muitos responderam: da guerra. Perguntei-lhes também porque é que sentem falta de guerra e porque é que querem voltar”, explica Junger.

“Uma das coisas que eu queria dizer com este filme é que a guerra são muitas coisas, não apenas uma. É muito emocionante, mas também extremamente terrível para todos. Tem muitos significados. É muito triste, se parar para pensar sobre o que está a fazer. Eu não sei se arriscaria dizer que é uma coisa boa ou uma coisa má. É uma mixórdia, uma mistura moralmente confusa para os soldados, mas também muito intoxicante”, conclui o jornalista.

Com o documentário de estreia, “Restrepo “, Junger e Hetherington ganharam o Grande Prémio do Júri para Melhor Documentário no Festival de Cinema de Sundance, em 2010.

Tim Hetherington morreu um ano depois, enquanto cobria o conflito na Líbia.