Última hora

Última hora

Líbia: Continua o turbilhão político

Em leitura:

Líbia: Continua o turbilhão político

Tamanho do texto Aa Aa

Na Líbia o Supremo Tribunal declarou ilegal a eleição parlamentar de Ahmed Maitiq para o cargo de Primeiro-ministro.

Em maio Maitiq foi eleito para substituir Abdulah al Thinni, que desempenhava o cargo interinamente. O ato eleitoral decorreu numa enorme confusão pelo que alguns deputados e altos cargos alegaram a falta de quórum para anular a votação.

Desde então, al Thinni recusa demitir-se e permanece à frente do executivo.

Maitiq continuou em frente e avançou para a formação de um novo governo, ficando a dúvida de qual dos dois será legítimo.

Entretanto a sede do governo foi alvo de um atentado que não causou mais do que danos materiais.

As suspeitas apontam para grupos fiéis ao anti-islamita Khalifa Haftar, um antigo general de Muammar Khadafi.