Última hora

Última hora

Brasil 2014: Oitavos-de-final não são sonho para a Argélia, são objetivo

Em leitura:

Brasil 2014: Oitavos-de-final não são sonho para a Argélia, são objetivo

Tamanho do texto Aa Aa

A Argélia sofreu bastante para carimbar o apuramento para o Campeonato do Mundo, e precisou de um golo atabalhoado do capitão Madjid Bougherra na sequência de um livre para deixar pelo caminho o Burkina Faso.

As dificuldades encontradas nesse jogo, no entanto, não refletem o verdadeiro valor da equipa e não é exagero afirmar que nunca a Argélia teve tantas possibilidades de se qualificar para a segunda fase.

Experiência não falta, além do capitão Bougherra, também jogadores como Rafik Halliche, Hassan Yebda e Medhi Lacen têm pouco ou nada a provar dentro das quatro linhas.

O criativo Sofiane Feghouli, do Valência, é a chave da equipa e se estiver ao seu melhor nível, os jovens Nabil Bentaleb e Saphir Taïder, que já começam a despontar no Tottenham e Inter, respetivamente, têm tudo para brilhar no Brasil.

No ataque, Soudani e Islam Slimani parecem ter lugar garantido, mas com Nabil Ghilas à espreita.

O primeiro jogo, frente à Bélgica será crucial. Um bom resultado fará disparar os níveis de confiança mas uma vitória dos belgas, que até são favoritos, pode fazer ruir a moral da equipa argelina como um castelo de cartas.