Última hora

Última hora

Judo: Segundo dia no GP de Havana sem portugueses nem pódios para o Brasil

Em leitura:

Judo: Segundo dia no GP de Havana sem portugueses nem pódios para o Brasil

Tamanho do texto Aa Aa

Depois dos três pódios conseguidos na véspera, o Brasil teve um segundo dia sem quaisquer medalhas no Grande Prémio de judo de Havana, que está a decorrer este fim de semana em Cuba e que não teve, desta feita, portugueses no dojo (tapete).

A final feminina de -63 kg foi totalmente francesa e ganha por Clarisse Clarisse Agbegnenou diante de Anne-Laure Bellard. A alemã Martyna Trajdos e a cubana Maricet Espinosa partilharam as medalhas de bronze.

Na outra final feminina deste segundo dia, a de -70 kg, vitória para Laura Vargas Koch. A alemã derrotou a austríaca Bernandette Graf, na luta pelo ouro, com o terceiro lugar do pódio a ser ocupado pela canadiana Kelita Zupanice e pela campeã júnior croata Barbara Matic

(Confira aqui todos os pódcios do GP de Havana em judo)

Neste segundo dia de prova realizaram-se, igualmente, duas outras finais masculinas. Em -73 kg, medalha de ouro para Sagi Muki. O israelita não se deixou afetar pelo ambiente adverso nas bancadas do Coliseu da Cidade do Desporto, de Havana, e levou de vencida, por “ippon”, um dos judocas da casa, o cubano Magdiel Estrada, repetindo assim o triunfo conseguido também no anterior Grande Prémio realizado em Baku, no Azerbaijão. O bronze desta categoria foi partilhado, em Cuba, pelo russo Musa Mogushkov e pelo georgiano Nugzari Tatatshvili.

Na categoria de -81 kg, vitória, por fim, para o atual número 1 do ranking mundial e Avtandili Tchrikishvili. O georgiano foi mais forte sobre o dojo do que o norte-americano Travis Stevens. As medalhas de bronze foram repartidas pelo russo Murat Khabachirov e pelo canadiano Antoine Valois-Fortier.

Para o terceiro dia de provas estão guardadas as decisões nas categorias femininas de -78 kg e +78 kg; e nas masculinas de -90 kg, -100 kg e +100 kg. Portugal estará representado neste derradeiro dia de provas por Jorge Fonseca, que tem duelo lusófono marcado com o brasileiro Renan Nunes, na “pool” D de -100 kg.