Última hora

Última hora

Paris: Ponte das Artes reabriu ao público

Em leitura:

Paris: Ponte das Artes reabriu ao público

Tamanho do texto Aa Aa

Reabriu esta segunda-feira a Ponte das Artes, em Paris, após o peso do amor selado com cadeados ter feito cair no domingo parte do gradeamento, obrigando à sua evacuação e ao seu encerramento temporário.

A queda de uma secção de 2,40 metros do gradeamento não causou vítimas.

A Ponte das Artes, que atravessa o Sena em frente ao Museu do Louvre, é conhecida pelos milhares de cadeados que casais colocaram ao longo do gradeamento para selar a sua união, antes de deitarem a chave ao rio.

Uma petição foi lançada em março por dois norte-americanos apaixonados por Paris a exigir ao município que retirasse os cadeados, que, a seu ver, ameaçam a segurança da ponte e a qualidade de vida dos habitantes.

Sensibilizada, a autarquia procura “alternativas artísticas, solidárias e ecológicas”.

A moda dos “cadeados do amor”, que chegou à Ponte das Artes em 2008, existe noutros países, como Alemanha, Rússia, China e, em larga escala, em Itália.

Em Paris, os cadeados, que em 2010 já cobriam a totalidade do gradeamento da Ponte das Artes (150 metros), espalharam-se por outras pontes, tendo sido recentemente removidos 40 do topo da Torre Eiffel.

Com Lusa

Multimedia gallery