Última hora

Última hora

Colômbia: governo abre diálogo com guerrilha do ELN

Em leitura:

Colômbia: governo abre diálogo com guerrilha do ELN

Tamanho do texto Aa Aa

O governo da Colômbia lançou oficialmente as negociações de paz com os rebeldes do Exército de Libertação Nacional. O processo vem juntar-se ao diálogo aberto há 19 meses com as Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia, principal guerrilha do país, com o objetivo de pôr fim a um conflito que fez mais de 220.000 mortos em meio século.

O presidente colombiano, Juan Manuel Santos, defendeu que “um processo integrado de paz que inclui tanto as FARC como o ELN é a melhor garantia para as vítimas e para o país de que o conflito irá terminar para sempre e nunca será repetido”.

O anúncio da abertura do diálogo com o ELN foi feito cinco dias antes da segunda volta das presidenciais, nas quais Santos luta por um segundo mandato face a Óscar Iván Zuluaga, vencedor da primeira volta do escrutínio.

O ex-ministro e líder da formação Centro Democrático é um feroz opositor do diálogo com as guerrilhas e denuncia uma “atitude desesperada” do governo para influenciar os eleitores.