Última hora

Última hora

Brasil: polícia dispersa duas manifestações em São Paulo a horas do início do Mundial

Em leitura:

Brasil: polícia dispersa duas manifestações em São Paulo a horas do início do Mundial

Tamanho do texto Aa Aa

O início do Mundial de futebol no Brasil foi já marcado por confrontos violentos na zona leste de São Paulo que resultaram em pelo menos seis feridos e uma pessoa detida, a poucas horas e a algumas centenas de metros do local que acolhe o jogo de abertura do evento.

Uma manifestação contra o Mundial degenerou em violência, no momento em que, segundo a polícia, cerca de 200 manifestantes tentaram bloquear um dos acessos ao estádio do Itaqueirão, onde decorre o jogo desta noite.

A polícia recorreu a gás lacrimogéneo e balas de borracha para dispersar os manifestantes, num momento em que uma segunda manifestação de trabalhadores do metro foi infiltrada por grupos violentos.

Entre os feridos encontram-se quatro jornalistas que cobriam a manifestação.

Desde há vários meses que uma parte dos brasileiros se manifesta na rua contra os 11 mil milhões de dólares gastos pelo governo na organização do evento, alertando para os problemas sociais no país.

Outro protesto deverá ainda hoje voltar a mostrar um Brasil dividido à hora da festa do futebol.

O movimento dos trabalhadores sem-teto organiza uma manifestação para a abertura da “Copa do Povo”, um Mundial alternativo com que os ativistas deverão continuar a fazer ouvir a sua voz por entre os gritos de golo nos estádios.