Última hora

Última hora

Obama recusa enviar tropas mas estuda alternativas para o Iraque

Em leitura:

Obama recusa enviar tropas mas estuda alternativas para o Iraque

Tamanho do texto Aa Aa

Washington vai analisar as diferentes alternativas para ajudar o Iraque a lidar com os insurgentes sunitas do Estado Islâmico do Iraque e do Levante, garante Barack Obama, que recusou, mais uma vez, o envio de tropas para o terreno.

“Quero ser muito claro: isto não é apenas nem sequer prioritariamente um desafio militar. Na última década, as tropas americanas fizeram sacrifícios extraordinários para dar aos iraquianos a oportunidade de reivindicarem o seu próprio futuro. Infelizmente, os líderes iraquianos têm, muitas vezes, sido incapazes de superar a desconfiança e as diferenças sectárias que minam o país”, afirmou Obama, que continuou: “E na ausência de esforços políticos, uma ação militar de curto prazo – incluindo a ajuda que, eventualmente, pudéssemos providenciar – não será bem-sucedida.”

Obama sublinhou ainda que, qualquer que seja a decisão norte-americana, ela só será tomada dentro de “vários dias” e terá de ser acompanhada por esforços dos líderes iraquianos – num país onde o governo tem cada vez menos autoridade.

Como explica o correspondente da euronews em Washington, Stefan Grobe: “O colapso das forças de segurança iraquianas apanhou a administração Obama de surpresa, embora a Casa Branca afirme ter aumentado, nos últimos tempos, a assistência militar no país. Qual o próximo passo? Obama recusou enviar tropas terrestres, mas os ataques aéreos são cada vez mais prováveis.”