Última hora

Última hora

Professores usam arte urbana para ensinar crianças excluídas

Em leitura:

Professores usam arte urbana para ensinar crianças excluídas

Tamanho do texto Aa Aa

Na Indonésia, um grupo de professores decidiu usar o grafite para ensinar e integrar crianças que vivem nas ruas. A iniciativa tomou forma graças a um grupo de voluntários e tem recebido apoio de vários setores da sociedade indonésia.

Um dos impulsionadores do projeto é Ronny Pratama, diretor criativo de uma agência de publicidade digital.

“Usamos o grafite como um meio para ensinar porque as crianças que andam na rua têm uma relação próxima com o grafite. Essas crianças juntam-se nas esquinas onde há grafites com imagens obscenas e nomes de grupos de rua. Por isso tivemos a ideia de transformar o grafite em algo útil”, explicou o voluntário de 37 anos.

A iniciativa começou no início de 2013. No espaço de um ano, foi possível organizar 20 projetos em vários pontos da capital.

Há milhares de crianças a trabalhar nas ruas de Jacarta. Nur Robiatul abandonou a escola há três anos, é pedinte e vive na rua.

“Estou muito contente por estar com os meus amigos e aprender coisas que eu não sabia, como inglês e cultura, através do grafite”, disse a menina.

Para já a iniciativa, cinge-se a Jacarta. Os organizadores esperam desenvolver o projeto noutras partes da Indonésia.