Última hora

Em leitura:

Negociações sobre o nuclear iraniano podem não levar a nada


Áustria

Negociações sobre o nuclear iraniano podem não levar a nada

Na véspera da retomada das negociações sobre a questão nuclear iraniana, em Viena, muitas dúvidas se levantam. Em Washington cresce o sentimento de que os obstáculos continuam a ser muitos. A divergência em relação à percentagem permitida ao Irão, para enriquecimento de urânio, continua a ser o “calcanhar de Aquiles” das conversações.

Este sábado, em conferência de imprensa, o Presidente iraniano, afirmou que o seu país está empenhado nas negociações e que acredita que o problema pode ser resolvido até 20 de julho. Ainda assim, não deixou de referir as divergências, que considera fundamentais, mas acrescentou que é consensual que o Irão vai continuar o enriquecimento de urânio.

O Irão suspendeu, “voluntariamente”, a produção de urânio enriquecido a 20 por cento, em janeiro, segundo a Agência Internacional de Energia Atómica, para conseguir o levantamento de sanções, mas esta não é uma questão consensual, como explica Sandy Berger, antigo conselheiro para a segurança nacional dos Estados Unidos:

“Eles acreditam que devem manter um certo grau de enriquecimento, esse é o ponto central da discórdia. Mas eu acho que há uma boa dose de pressão sobre os iranianos para chegarem a um acordo porque a economia está a sofrer as consequências, as sanções estão a ter efeito”.

Talvez seja necessário mais tempo, para lá de julho, para se chegar a um acordo. Mas, quer o Irão quer as potências internacionais podem enfrentar pressões políticas internas para conseguirem um acordo melhor nesse período de tempo extra, o que complicaria, ainda mais, as negociações.

Há pontos de vista diferentes para cada história: a Euronews conta com jornalistas do mundo inteiro para oferecer uma perspetiva local num contexto global. Conheça a atualidade tal como as outras línguas do nosso canal a apresentam.

tradução automática

Artigo seguinte

mundo

Roberto Cavalli acusado de abusar de um símbolo do sufismo