Última hora

Última hora

Afeganistão: Talibãs cortam dedos a cidadãos que votaram na eleição presidencial

Em leitura:

Afeganistão: Talibãs cortam dedos a cidadãos que votaram na eleição presidencial

Tamanho do texto Aa Aa

Os dedos cortados, foi a punição infligida pelos talibãs a 11 cidadãos do Afeganistão, por terem votado na segunda volta da eleição presidencial, que decorreu este sábado.

Para outros o castigo foi a morte. Em diversas regiões do país, os talibãs tinham avisado as pessoas para não irem votar.

Uma das vítimas conta que após terem votado para escolher o presidente, foram capturados e os dedos foram-lhes cortados.

O diretor do hospital explica que os homens foram identificados pelas manchas de tinta que tinham nos dedos após o voto, que os dedos lhes foram cortados com um machado e depois foram seccionados.

O Afeganistão realizou este sábado a segunda volta da eleição presidencial. Uma eleição curiosa em que o candidato favorito, Abdullah Abdullah, denunciou a existência de fraudes e lançou dúvidas sobre a veracidade do número de sete milhões de eleitores anunciado pela comissão eleitoral.

O rival de Abdullah é o economista Ashraf Ghani.
Os primeiros resultados são esperados no dia 2 de julho.

As denúncias de fraude criam
receios na comunidade internacional de que o processo de transição, previsto até ao final do ano, possa complicar-se.