Última hora

Última hora

Em Londres primeiro os senhores!

Em leitura:

Em Londres primeiro os senhores!

Tamanho do texto Aa Aa

Londres abriu a porta aos cavalheiros. Richard James foi um dos 68 nomes que revelaram as propostas para a Primavera / Verão 2015 na semana da moda masculina.

Estabelecido na icónica Savile Row, Richard James sonhou com os “ratos do deserto” e colocou-os a desfilar na passerelle.

A paleta tostou ao sol e sentou-se à sombra do verde azeitona e do caqui… Os tons do deserto contrastam com vários graus de rosa, com o laranja sol e com um oásis de azul.

Alexander McQueen passou muito tempo no laboratório e apareceu com uma coleção de inspiração clínica. Casacos que mais parecem batas misturados com padrões fizeram parte da experiência. A griffe McQueen criou fatos inspirados no punk onde o couro negro é rei e senhor.

A marca continuou a procurar inspiração no passado e a apertar os atacadores do futuro combinando fatos com ténis.

O negro e dourado foram a regra no desfile…A excepção chegou com o fato rosa aos quadrados.

Alexander McQueen: um desfile de se lhe tirar o chapéu … Com penas negras.

O monocromático cedeu o lugar às cores e Londres levou um murro no estômago com a coleção de pulso forte de James Long. As propostas apareceram cobertas de riscas.

Ligaduras e pugilistas foram as personagens centrais da imaginação do criador.

Os senhores de capuz e os casacos de malha largos regressam aos territórios das cores vivas.

Calças de ganga largas com laços… Ou desportivas com remendos e à boca de sino deixaram a plateia de boca aberta.

Os desfiles masculinos ganharam uma nova dinâmica desde que se separaram das queridas coleções de senhora em 2012.

Agora assinam em nome individual e desfilam sozinhos na Semana da Moda Masculina.

Depois de Londres, o cavalheiro inglês faz escala em Milão e em Paris.