Última hora

Última hora

FMI alerta para implicações sistémicas da batalha argentina

Em leitura:

FMI alerta para implicações sistémicas da batalha argentina

Tamanho do texto Aa Aa

O Fundo Monetário Internacional (FMI) mostra-se preocupado com a amplitude das implicações sistémicas que a batalha legal da Argentina contra os fundos de retorno absoluto pode trazer.

O Tribunal Supremo dos Estados Unidos deu razão aos fundos que reclamam à Argentina o pagamento de uma dívida de 1300 milhões de dólares. Uma decisão que abre porta ao bloqueio dos ativos internacionais do país.

“Não podemos permitir que nos impeçam de honrar os nossos compromissos com os credores que entraram na reestruturação, ou seja, os 93% que aceitaram a troca da dívida, que têm os títulos em seu poder. Não vamos permitir que nos impeçam de pagar-lhes”, afirmou o ministro argentino da Economia, Axel Kicillof.

Em 2005 e 2010, a Argentina renegociou a dívida com os credores. A maioria aceitou a troca dos títulos, mas uma percentagem residual não aceitou e outros venderam as obrigações aos fundos que levaram a Argentina a tribunal.

O país admitiu que o pagamento aos fundos o levaria à bancarrota. Acurralado, o Governo argentino disse aos credores para cobrarem na Argentina e não nos Estados Unidos, onde as suas contas poderiam ser embargadas.

A Standard & Poor’s cortou o rating do país, por considerar que o risco de incumprimento se agravou.