Última hora

Última hora

Palermo: Igrejas acolhem imigrantes ilegais

Em leitura:

Palermo: Igrejas acolhem imigrantes ilegais

Tamanho do texto Aa Aa

Igrejas da cidade siciliana de Palermo substituíram os altares por leitos improvisados e transformaram-se em locais de acolhimento de imigrantes ilegais vindos de África recolhidos pela guarda-costeira italiana.

O padre Rosario Francolino tem a seu cargo 700.“Substituímos os altares por camas. Creio que nos dias de hoje esta é a mais bela missa que esta comunidade pode celebrar. Palermo está atenta ao que se passa e mostra interesse”, afirmou.

Outros locais da ilha italiana também são pontos de acolhimento para os sobreviventes de viagens dramáticas.

“ O meu primo não sabia nadar. Tentei salvá-lo mas ele não sabia nadar e morreu”, disse um jovem maliano.

O Alto Comissariado das Nações Unidas para os Refugiados disse que a União Europeia devia ajudar a Itália no acolhimento aos imigrantes ilegais vindos de África. Só este ano já foram salvos pela marinha e guarda-costeira italianas cerca de 50 mil.