Última hora

Última hora

Cisjordânia: Confrontos durante operações de busca de jovens desaparecidos

Em leitura:

Cisjordânia: Confrontos durante operações de busca de jovens desaparecidos

Tamanho do texto Aa Aa

Cresce a tensão na Cisjordânia à medida em que se intensificam as buscas pelos três jovens judeus desaparecidos há uma semana num colonato judeu.
Sem qualquer informação sobre o paradeiro dos adolescentes, o exército israelita continua a prender palestinianos e registam-se cada vez mais confrontos durante as operações de busca.
Na cidade de Hebron registaram-se várias trocas de tiros esta quarta e quinta-feira.
As ações do exército de Israel têm sido muito criticadas pelas autoridades palestinianas.

O representante da Fattah no Egito, Azzam Al-Ahmad, em entrevista à euronews sublinhou que “até agora, o Hamas negou qualquer envolvimento no sequestro e nem sequer o reconhece. Além disso, Israel ainda não apresentou provas de que os jovens foram mesmo sequestrados e, se foram, por quem. Israel avançou com uma política fascista e de ocupação, o que demosntra a repressão e perseguição a todos os palestinianos”.

Mas mesmo sem divulgar provas oficiais, Israel já deteve cerca de 300 pessoas, a maioria pertence exatamente ao Hamas. Esta quinta-feira foi realizada uma operação na universidade de Birzet e foram registados tumultos. Na cidade de Jenin, a população palestiniana entrou em confrontos violentos com as tropas israelitas.