Última hora

Em leitura:

Petrolíferas estrangeiras começam a retirar pessoal do Iraque


Iraque

Petrolíferas estrangeiras começam a retirar pessoal do Iraque

No Iraque, enquanto nos arredores de Kirkuk se procedia às cerimónias fúnebres das vítimas dos extremistas do Estado Islâmico do Iraque e do Levante (EIIL), estes anunciavam o controlo da importante refinaria de petróleo da cidade de Baiji, situada na província de Salaheddine, no norte do país.

Os insurgentes destruíram reservas petrolíferas antes de entrar no complexo, o que veio provocar uma falta de combustível nos postos de abastecimento.

“Desde as seis da manhã que espero por apenas 30 litros. Já gastei 10 enquanto estou na fila. Isto é uma situação inaceitável. Alá não aceita esta situação – só 30 litros no Iraque o grande país do petróleo”, disse um automobilista.

A instabilidade provocada pelo avanço do EIIL reflete-se nas empresas petrolíferas a operar no Iraque.A Exxon Mobil terá retirado grande parte do seu pessoal, a BP 20% e as petrolíferas chinesas delinearam planos para retirar cerca de 10 mil funcionários.

Há pontos de vista diferentes para cada história: a Euronews conta com jornalistas do mundo inteiro para oferecer uma perspetiva local num contexto global. Conheça a atualidade tal como as outras línguas do nosso canal a apresentam.

tradução automática

Artigo seguinte

mundo

Iraque: A grande incógnita da possível intervenção americana