Última hora

Última hora

Turquia condena ex-presidente a pena perpétua

Em leitura:

Turquia condena ex-presidente a pena perpétua

Tamanho do texto Aa Aa

Na Turquia, dois antigos responsáveis pelo golpe de Estado de 1980, incluindo um antigo presidente, foram condenados a penas de prisão perpétua. Este foi um julgamento histórico, já que foi a primeira vez que protagonistas deste golpe foram levados a um tribunal.

Kenan Evren, presidente do país até 1989, foi um dos condenados. O outro foi o general Tashin Shahinkaya.

As penas podem ser apenas simbólicas e não serem aplicadas na prática, já que os dois homens têm uma idade avançada e um estado de saúde frágil.

O tribunal considerou-os responsáveis pelas 50 execuções e mais de 600.000 perseguições que se seguiram ao golpe de Estado. O julgamento tornou-se possível com o levantamento, em 2010, da imunidade de que beneficiavam os generais.

O golpe de 1980 foi o último na Turquia e também o mais sangrento. Seguiram-se três anos de poder militar, até que a democracia no país foi reposta. Foi aprovada uma nova constituição e realizaram-se eleições, mas Evren manteve-se no poder até ao fim da década.