Última hora

Última hora

Mauritânia escolhe novo presidente este sábado

Em leitura:

Mauritânia escolhe novo presidente este sábado

Tamanho do texto Aa Aa

Mohamed Ould Abdel Aziz prepara-se para se suceder a Mohamed Abdel Aziz na Mauritânia. Apesar do presidente cessante ter a recondução quase garantida, falta saber se terá a legitimidade da afluência às urnas, já que os principais rivais boicotam o escrutínio que se desenrola já este sábado.

Antes do fim da campanha, houve comício de apelo ao voto com Abdel Aziz como grande protagonista em Nouakchott na quinta-feira. “Constituímos um comité independente para as eleições, a fim de enraizar a democracia pois nós acreditamos na democracia”, declarou.

Nas ruas há quem apele ao voto no antigo guarda presidencial que chegou ao poder através de um golpe de estado em 2008 e que um ano depois foi eleito. “Ele tem muita obra, fez muitas coisas é por isso que o devemos apoiar e apelar a todo o mundo a votar nele”, diz uma mulher.

E há também quem apele ao boicote na eleições, como o chefe da juventude da coligação opositora. “Esta campanha de boicote contra o regime mauritano responde aos anseios do povo da Mauritânia para a democracia, para a justiça e o desenvolvimento, diz Cheik Sayd Ahmad Haidi.

A campanha encerrou na quinta-feira. Os dados estão lançados, têm direito de voto nesta nação africana 1,3 milhões de pessoas.

O enviado a Euronews, Riad Muasses, afirma que “estas eleições fazem recordar outras, realizadas noutros países árabes, com uma oposição que boicota, candidatos dispersos e fracos e um presidente saido das Forças Armadas que se prepara para se suceder a si próprio”.