Última hora

Última hora

Bouygues acorda com governo francês venda de parte da posição detida na Alstom

Em leitura:

Bouygues acorda com governo francês venda de parte da posição detida na Alstom

Tamanho do texto Aa Aa

Em França o grupo Bouygues anunciou domingo que acordou com o governo a venda duma posição de 20% no grupo industrial Alstom, viabilizando assim a venda da unidade energética do grupo à norte-americana General Electric (GE).

Em comunicado, a Bouygues anunciou que o negócio será fechado por uma verba mínima de 35 euros por ação, reduzindo assim a sua participação na Alstom dos atuais 29% para 9%.

O entendimento entre a Bouygues e o Estado francês era essencial para que o mega negócio entre a GE e a Alstom avançasse.

“No acordo não foi fixado um preço, porque se trata de uma empresa cotada e o preço flutua em função da evolução do mercado. A Bouygues comprometeu-se a vender-nos e nós exerceremos esse direito que é do interesse das nossas finanças públicas. Mas o interessante é que a Bouygues emprestou-nos essas ações para que entremos de imediato no capital da Alastom e exerçamos o poder á altura de 20% com os nossos administradores, que substituirão os seus”, disse Arnaud Montebourg, ministro da Economia de França.

A decisão da Alstom aceitar a oferta surgiu um dia depois de o governo francês ter revelado que apoiava a proposta da GE, ainda que pretenda ficar com uma participação qualificada de 20%, mantendo o controlo da companhia e preservando os interesses estratégicos franceses.