Última hora

Última hora

Okean Elzy: O oceano que uniu os ucranianos

Em leitura:

Okean Elzy: O oceano que uniu os ucranianos

Tamanho do texto Aa Aa

Foram muitos milhares os que acorreram ao Estádio Olímpico de Kiev para ver o concerto dos Okean Elzy – que se pode traduzir por “O Oceano de Elsa” – uma das mais populares bandas de rock da Ucrânia. O grupo celebrou 20 anos de existência. Mas nem só de música se fez este encontro: vários fãs levaram bandeiras e apelos à unidade do país.

O vocalista Svyatoslav Vakarchuk declara que não vê os Okean Elzy “como uma banda revolucionária. Não temos músicas revolucionárias em particular. Mas aquilo que não nos mata, torna-nos mais fortes. E é isso que vai acontecer: a situação no leste da Ucrânia vai tornar-nos mais fortes.”

A música do grupo ecoa além-fronteiras, sobretudo na Rússia, onde são muito conhecidos, mas também nos outros países da Comunidade de Estados Independentes. Uma espetadora afirmava que esta “é uma celebração, mas há um sentimento de tragédia que temos de enfrentar coletivamente. Só assim é que vamos conseguir ultrapassar os problemas.”

Há quase meio ano, os Okean Elzy atuaram noutro palco: a praça Maydan, no coração dos protestos que derrubaram o poder.