Última hora

Última hora

Sarajevo pedala pela paz um século depois do assassinato que provocou a I Guerra Mundial

Em leitura:

Sarajevo pedala pela paz um século depois do assassinato que provocou a I Guerra Mundial

Tamanho do texto Aa Aa

Ciclistas profissionais e amadores participaram numa corrida em Sarajevo para promover a paz, um século depois do assassinato na capital bósnia que desencadeou a Primeira Guerra Mundial.

O evento desportivo, patrocinado pela organização da Volta à França e que contou com participantes de 40 países, insere-se no quadro das comemorações do centenário da grande guerra.

O presidente bósnio, Bakir Izetbegovic, disse que “se houve algo de bom na guerra, foi que aprendemos a lição e agora estamos a construir um século de paz, (…) nos Balcãs e em toda a Europa”.

O assassinato do arquiduque Francisco Fernando, herdeiro do trono astro-húngaro, e da esposa Sofia a 28 de Junho de 1914 em Sarajevo, desancadeou a Primeira Guerra Mundial.

Um século depois, sérvios, croatas e muçulmanos da Bósnia continuam divididos sobre a figura do jovem nacionalista sérvio Gavrilo Princip, responsável pelo atentado. Para os sérvios da Bósnia, foi um herói que matou um “tirano”.

O que é certo é que os tiros de Princip motivaram um conflito diplomático e militar que conduziu a uma guerra que reclamou as vidas de mais de 10 milhões de soldados.