Última hora

Última hora

Japão apresenta medidas para fomentar crescimento económico

Em leitura:

Japão apresenta medidas para fomentar crescimento económico

Tamanho do texto Aa Aa

O Japão vai reduzir, nos próximos anos, a taxa de imposto efetivo de empresas para menos de 30%.

Esta é uma das principais medidas de um pacote apresentado esta terça-feira pelo primeiro-ministro japonês, Shinzo Abe, para impulsionar o crescimento a longo prazo da economia do país.

Abe assumiu o cargo há 18 meses e prometeu acabar com a deflação e gerar crescimento sustentável.

“O aumento das receitas das empresas está a resultar em mais empregos e salários mais elevados. É esse tipo de ciclo positivo que está a começar a surgir”, afirma o primeiro-ministro japonês.

O Japão tem uma das mais altas taxas de imposto efetivo de empresas, apenas perdendo para a Califórnia, nos Estados Unidos da América. Em terceiro e quarto lugar França e Reino Unido.

Outra das medidas é a reforma de setores regulados, tais como o emprego, a saúde e a agricultura, de modo a permitir a entrada de mais estrangeiros no mercado de trabalho. O objetivo é, também, atrair mais investimentos para manter o país como uma potência de exportação.

A terceira economia mundial foi superada nos últimos dez anos por um outro país asiático, Singapura, como destino para o investimento internacional.

Shinzo Abe pediu, ainda, aos empresários japoneses para reforçarem o papel feminino no mercado de trabalho, como um elemento-chave na estratégia de crescimento e visto como vital para resolver a diminuição da população ativa, numa das sociedades mais envelhecidas no mundo.

Outra das medidas do pacote apresentado pelo primeiro-ministro é aumentar a produtividade através de uma “revolução robótica”.