Última hora

Última hora

Ucrânia: Presidente admite suspender cessar-fogo após ataques

Em leitura:

Ucrânia: Presidente admite suspender cessar-fogo após ataques

Tamanho do texto Aa Aa

Depois de já ter denunciado o assassinato de um soldado ucraniano após o anúncio dos rebeldes separatistas, segunda-feira à noite, de um cessar-fogo até sexta-feira, o Presidente da Ucrânia, Petro Poroshenko, vê-se agora confrontado com dois novos ataques armados dos rebeldes no leste do país e admite, por isso, que o exército às suas ordens suspenda as tréguas.

De acordo com as forças armadas da Ucrânia, um helicóptero foi abatido esta terça-feira próximo da cidade de Luhansk. As nove pessoas que seguiam a bordo morreram. Os militares revelaram ainda ter havido um outro ataque armado dos rebeldes separatistas a uma posição do exército da Ucrânia no leste do país. Mais dois militares terão morrido neste outro ataque.

São estas onze mortes entre soldados da Ucrânia que ameaçam agora as negociações de paz no leste do país.