Última hora

Última hora

Espanha: Infanta Cristina acusada de fraude fiscal e branqueamento de capital

Em leitura:

Espanha: Infanta Cristina acusada de fraude fiscal e branqueamento de capital

Tamanho do texto Aa Aa

A Infanta Cristina de Borbón, irmã mais nova do recém-coroado rei Filipe VI, de Espanha, foi formalmente acusada, por um tribunal espanhol, de corrupção, fraude fiscal e branqueamento de capital.

A duquesa de Palma foi envolvida numa investigação aos negócios doa marido, Iñaki Urdangarín. O antigo jogador olímpico de Andebol está acusado de usar os seus conhecimentos para obter contratos públicos e de desvio de milhões de euros de fundos públicos, através da Fundação Nóos.

O advogado da Infanta, Miguel Roca Junyent, acredita que esta “é uma abordagem que entendemos que desconhece a posição da agência de impostos, que tem afirmado, várias vezes, que Dona Cristina não cometeu qualquer tipo de infração fiscal, e, além disso, o ministério das finanças vem dizendo de forma consistente que não há base alguma para esta acusação “

O advogado informou ainda, que a duquesa de Palma vai recorrer da decisão judicial.

O caso Nóos, como é conhecido todo este processo, é uma das manchas que mais tem contribuído para a queda da popularidade da monarquia espanhola.

Apesar da pressão da família para se divorciar, para deixar de ser atingida por este escândalo, a Infanta Cristina mantém-se ao lado do marido, para o melhor e para o pior…