Última hora

Última hora

Itália: Mais um gigante a cair na primeira fase

Em leitura:

Itália: Mais um gigante a cair na primeira fase

Tamanho do texto Aa Aa

A Espanha, a Inglaterra e agora a Itália – mais uma grande equipa europeia eliminada do Mundial na fase de grupos.

A “Squadra Azzurra”, quatro vezes campeã do mundo, perdeu a batalha de Natal contra o Uruguai, o que fez o treinador Cesare Prandelli deixar os comandos da equipa. Também o presidente da Federação Italiana de Futebol, Giancarlo Abete, deixou o cargo.

A Celeste passa aos oitavos e pode agora sonhar com um terceiro título mundial, porque não repeti-lo aqui, no Maracanã, onde conquistou o último campeonato há 64 anos.

Mais uma equipa europeia eliminada: A Itália está fora dos oitavos-de-final, depois de perder por 1-0 contra o Uruguai num dos dois jogos que fecharam o grupo D. Reduzida a dez, depois da expulsão de Marchisio, a Itália não conseguiu evitar a derrota. O Uruguai marcou o único golo do encontro aos 81 minutos, através de Diego Godin, na sequência de um canto. O jogo ficou também marcado pela dentada de Luis Suárez a Giorgio Chiellini, uma agressão que o árbitro não viu mas que pode valer ao avançado uruguaio uma suspensão.

No outro encontro do grupo, a Costa Rica assegurou o primeiro lugar. O jogo com a Inglaterra, já eliminada, terminou empatado a zero.

Naquele que era chamado o “grupo da morte”, acabaram por ser as duas equipas latino-americanas a passar aos oitavos, deixando pelo caminho os gigantes europeus Itália e Inglaterra.

A Costa Rica fica com o primeiro lugar do grupo, com sete pontos e o Uruguai fica em segundo com seis. A Itália, com três pontos, e a Inglaterra, com apenas um ponto, ficam eliminadas.

Pela primeira vez na história, uma equipa passa aos oitavos-de-final com uma diferença de golos negativa. Trata-se da Grécia, treinada por Fernando Santos, que conseguiu face à Costa do Marfim a única vitória nesta fase de grupos e mesmo assim garante o segundo lugar do grupo C. Os gregos venceram por 2-1, com golos de Samaris e Samaras, este último de penálti, depois de uma falta discutível.

O primeiro lugar do grupo vai para a Colômbia, que impôs ao Japão uma vitória por 4-1, em que marcaram Juan Cuadrado, Jackson Martínez, que bisou, e James Rodríguez. A Colômbia vai jogar contra o Uruguai, enquanto a Grécia enfrenta a Costa Rica.

A França defronta o Equador para tentar manter o primeiro lugar do grupo E e conseguir, provavelmente, evitar a Argentina nos oitavos-de-final. Os franceses têm de vencer ou empatar. O mesmo para as “águias verdes”. A Nigéria defronta a Argentina, líder do grupo F, e aposta numa chegada à fase eliminatória pela terceira vez.

A França chega ao terceiro jogo da ronda de grupos, contra o Equador, com a qualificação já assegurada e uma quase certeza de terminar no comando do grupo E. Única equipa do grupo que até agora venceu todos os jogos, além disso a França tem uma grande vantagem na diferença de golos, graças à goleada que impôs à Suíça.

O Equador tem também esperanças de passar aos oitavos-de-final. Mesmo se perderem o jogo com a França, os equatorianos podem aspirar à passagem, mas para isso teriam de contar com uma eventual derrota da Suíça face às Honduras.

Por isso, o treinador Reinaldo Rueda vai apostar no homem-golo, Enner Valencia, e esperar que a equipa consiga a proeza de derrotar os franceses e esperar também que a Suíça não vença por uma diferença de mais de dois golos. Se conseguir passar aos oitavos, o Equador repete a proeza de 2006. No mundial da Alemanha, a tricolor acabou eliminada nessa fase.

A França comanda o grupo com seis pontos e uma clara vantagem nos golos. A Suíça é segunda, com três pontos, tal como o Equador. As Honduras, já eliminadas, ainda não pontuaram.

No grupo F, a Argentina tem o primeiro lugar no grupo quase assegurado, mas para isso Messi e os companheiros não podem perder com a Nigéria. Os nigerianos, que empataram com o Irão e venceram o primeiro jogo contra a Bósnia-Herzegovina, estão bem posicionados para passar à próxima fase, mas para já nada está garantido. Ainda sem ter sofrido qualquer golo neste Mundial, o guarda-redes Vincent Enyeama vai tentar manter a baliza inviolada.

Do outro lado vai estar Lionel Messi, pronto a festejar os 27 anos com golos, depois de ter já sido fundamental nas vitórias sobre o Irão e a Bósnia.

A Argentina vai praticamente jogar em casa, já que Porto Alegre é, das cidades do Mundial, aquela que está mais próxima da fronteira com o país das Pampas. Cerca de 50 mil argentinos preparam-se para invadir a cidade, muitos deles sem bilhete para o jogo.

A Argentina comanda o grupo com seis pontos, seguida pela Nigéria com quatro e o Irão, com apenas um ponto, mas ainda com hipóteses de se qualificar. A Bósnia está eliminada, com zero pontos.

Vamos agora ver os palpites da equipa de desporto da euronews para os jogos desta quarta-feira. É claro que se trata apenas disso mesmo, palpites – podemos estar enganados. Mande também o seu, através das redes sociais, usando o “hashtag” #TheCornerScores.