Última hora

Última hora

Rússia revoga autorização para intervenção militar na Ucrânia

Em leitura:

Rússia revoga autorização para intervenção militar na Ucrânia

Tamanho do texto Aa Aa

A Rússia revogou, esta quarta-feira, a autorização para uma intervenção militar na Ucrânia.

A câmara alta do parlamento russo anulou, a pedido do Presidente Vladimir Putin, a autorização aprovada a 1 de março. A decisão do Conselho da Federação entra em vigor, de imediato.

O Kremlin considera que a medida vai ajudar “à normalização” da situação na Ucrânia.

Putin pediu, ainda, o prolongamento do cessar-fogo provisório, proposto pelo presidente ucraniano, Petro Porochenko, que devia terminar na sexta-feira.

O executivo de Kiev congratulou-se, já, pela medida aprovada pelo Senado russo.

De acordo com o ministro ucraniano para os negócios estrangeiros, Pavlo Klimki, este é “um passo positivo mas precisamos de outros passos positivos, como o apoio da Rússia ao plano de paz do presidente ucraniano, e precisamos, naturalmente, do controlo efetivo da fronteira.”

O Ocidente tem acusado a Rússia de há dois meses estar a armar e a desestabilizar a antiga república soviética. Moscovo tem rejeitado as acusações.

Angela Merkel, François Hollande, Petro Porochenko e Vladimir Putin encontram-se esta quinta-feira para discutir a situação na Ucrânia.