Última hora

Última hora

Ucrânia: Cessar-fogo em perigo

Em leitura:

Ucrânia: Cessar-fogo em perigo

Tamanho do texto Aa Aa

O Presidente da Ucrânia, Petro Poroshenko, admitiu revogar, de forma unilateral, o cessar-fogo de uma semana, para as forças governamentais retaliarem o derrube, pelos rebeldes pró-Rússia, de um helicóptero do Exército, que matou nove soldados.

Poroshenko esteve reunido ao mais alto nível com as autoridades militares, e emitiu uma ordem para abrir fogo sem hesitação em resposta a ataques de rebeldes.

Em Viena, Vladimir Putin referiu-se ao pedido que fez ao Parlamento russo para anular uma resolução que autorizava Moscovo a intervir militarmente na Ucrânia.

“A anulação da resolução não significa absolutamente nada que não iremos deixar de observar atentamente o que lá se passa. Protegeremos as pessoas de etnia russa e também os ucranianos que se sentem ligados ao grande povo russo por laços étnicos, linguísticos e culturais”, disse o Presidente russo.

Oficiais do exército ucraniano disseram que o helicóptero MI-8 foi derrubado fora da cidade rebelde de Slavyansk, reduto dos independentistas, e onde se deram alguns dos combates mais renhidos no leste do país.

Segundo Kiev, as forças ucranianas foram atacadas por homens armados 35 vezes desde que na sexta-feira à noite foi ordenado o cessar-fogo.