Última hora

Última hora

Washington altera embargo às exportações de petróleo

Em leitura:

Washington altera embargo às exportações de petróleo

Tamanho do texto Aa Aa

É o início do fim de 40 anos de embargo da exportação de petróleo dos Estados Unidos.

O Departamento do Comércio vai permitir que duas empresas exportem crude ultraligeiro conhecido como “condensado”. A notícia é avançada pelo Wall Street Journal.

Desde os anos setenta, Washington proíbe a vende de crude ao exterior. As exportações estão limitadas a produtos refinados.

A senadora republicana do Alasca e membro da Comissão da Energia, Lisa Murkowski, considera que isso “reflete a nova realidade energética do país”.

Graças ao petróleo de xisto, a Agência Internacional de Energia estima que os Estados Unidos vão superar a Arábia Saudita e a Rússia e tornar-se o maior produtor mundial de petróleo já em 2015.

Em 2012, a produção diária dos Estados Unidos rondava os 9 milhões de barris, mas deverá superar os 11,5 milhões em 2020.

Já a produção do crude ultraligeiro dito “condensado” atingiu os 800 mil barris diários, em março último.