Última hora

Última hora

Argentina empurrada para o incumprimento

Em leitura:

Argentina empurrada para o incumprimento

Tamanho do texto Aa Aa

Axel Kicillof, ministro da Economia da Argentina foi convidado a falar na sede das Nações Unidas perante os representantes dos 133 países em desenvolvimento pertencentes ao Grupo 77+China.

Kicillof alertou para o facto de a decisão judicial norte-americana favorável a fundos especulativos detentores de dívida da Argentina poder levar ao incumprimento técnico.

“Provavelmente vai conduzir-nos a um ‘incumprimento técnico’. Qualquer que seja a perspetiva, esta decisão empurra a Argentina para o risco de uma crise económica. Empurra o nosso povo para a situação que já viveu.
Digam-me se a divida atual duplicada não é de novo um 2001 para a República Argentina”, disse o ministro.

A Argentina, que entrou em colapso financeiro após a crise económica de 2001, conseguiu o acordo de 93% dos credores para reestruturar a sua dívida e está a pagar-lhes regularmente o acordado, mas os restantes 7% recusaram as reestruturações feitas em 2005 e 2010 e reclamam 100% do valor inscrito nas obrigações.