Última hora

Última hora

França faz festa sem golos, Shaqiri brilha com três

Em leitura:

França faz festa sem golos, Shaqiri brilha com três

Tamanho do texto Aa Aa

Depois de dois triunfos, a França não foi além de um empate frente ao Equador mas garantiu o primeiro lugar no grupo E.

Karim Benzema ficou pela primeira vez em branco, num encontro onde a figura da partida foi o guarda-redes equatoriano Alexander Domínguez.

O nulo persistiu teimosamente no marcador até final mas para os franceses o mais importante estava feito.

Em Manaus, a Suíça também carimbou o passaporte para os oitavos-de-final com uma vitória fácil frente às Honduras por 3-0.

Xherdan Shaqiri fez os três golos da equipa helvética e tornou-se no segundo jogador a apontar um hat-trick no mundial.

Apesar do desastre da segunda jornada frente à França, os suíços terminaram com seis pontos e têm encontro marcado com a Argentina, onde Lionel Messi tem vindo a subir de forma de jogo para jogo.

Marcou por duas vezes na vitória por 3-2 frente à Nigéria, Marcos Rojo também fez o gosto ao pé. Apesar do tudo os africanos festejaram o apuramento. A primeira equipa africana a fazê-lo no Brasil, tudo porque o Irão foi derrotado por três bolas a uma pela Bósnia e Herzegovina.

A primeira vitória da equipa dos Balcãs num mundial mas que acabou por não servir de nada. A Nigéria assegurou um lugar entre as 16 melhores equipas do planeta 16 anos depois, tem agora encontro marcado com a França.

Argélia perto do sonho, Portugal nem por isso

A Argélia está a noventa minutos de fazer história e chegar aos oitavos-de-final pela primeira vez. As raposas do deserto precisam de derrotar a Rússia, mas o empate será suficiente caso a Coreia do Sul não leve de vencida a Bélgica.

A equipa magrebina vive dias de euforia depois da primeira vitória num mundial em 32 anos, e logo por 4-2 frente à Coreia do Sul, e apesar do empate poder ser suficiente, a equipa irá manter a aposta no ataque e que tão bons resultados tem dado.

Ao invés, Fabio Capello tem vindo a ser criticado na Rússia pelas suas táticas conservadoras e por deixar de fora jogadores como Alan Dzagoev e Alexander Kerzhakov.

Os russos estão obrigados a vencer para chegarem aos oitavos pela primeira vez desde 1986, ainda sob a bandeira da União Soviética.

Em São Paulo, a Coreia do Sul ainda sonha mas os belgas não quererão perder a oportunidade de garantir o primeiro lugar do grupo.

No grupo G a Alemanha mede forças com os Estados Unidos, um jogo com um sabor especial para Jürgen Klinsmann e para o seu antigo adjunto na mannschaft, Joachim Löw.

Os dois rejeitam categoricamente a possibilidade de um arranjinho mas a verdade é que um empate serve às mil maravilhas as ambições de ambas as equipas.

A Alemanha encontra-se na máxima força mas não é de descartar a entrada no onze do Toni Kroos e Bastian Schweinsteiger, depois de Philipp Lahm e Sami Khedira terem desiludido no meio campo no empate frente ao Gana.

Nos Estados Unidos, Klinsmann não deverá mexer no onze que empatou com Portugal. A única carta fora do baralho para o técnico alemão é Josy Altidore. O ponta de lança do Sunderland ainda não recuperou de uma lesão muscular contraída no encontro da primeira jornada frente ao Gana.

Os africanos defrontam Portugal em Brasília. Ambas as equipas ainda sonham mas precisam de ganhar, de preferência por muitos, e esperar que não haja um empate em Recife.

Portugal depende de si próprio para sair de cabeça erguida, mas como é seu apanágio, passará o derradeiro encontro de ouvidos noutro estádio e calculadora na mão.

Desde 2002 que a equipa portuguesa não se fica pela fase de grupos de um Campeonato do Mundo mas aconteça o que acontecer, Paulo Bento já afirmou que não tinha intenção de se demitir após o Campeonato do Mundo.

Um cenário bem distinto de outras partes do planeta, onde o insucesso tem um preço a pagar.

Quando os maus resultados provocam vítimas

A eliminação na fase de grupos provocou um terramoto no futebol italiano e o selecionador Cesare Prandelli não perdeu tempo a pedir a demissão.

Desde que se sagrou campeã do Mundo, em 2006, a Itália não voltou a sair da fase de grupos num mundial.

Após a derrota frente ao Uruguai, Cesare Prandelli assumiu responsabilidade total pelo desaire a anunciou a saída mas não esteve só na decisão. Também o presidente da federação Giancarlo Abete renunciou ao cargo.

Os maus resultados no mundial fazem vítimas um pouco por todo o lado. Na Costa do Marfim, Sabri Lamouchi anunciou que não renovaria contrato depois dos resultados aquém das expectativas quer no mundial, quer na Taça Africana das Nações.

No Japão, um empate e duas derrotas custaram o lugar a Alberto Zaccheroni, o terceiro selecionador a pedir a demissão no espaço de 24 horas.

Dentes causam problemas a Luis Suárez

A mordidela de Luis Suárez a Giorgio Chiellini é um dos momentos marcantes no mundial mas este tipo de comportamento está longe de ser uma novidade para o goleador da celeste.

Já em Holanda e Inglaterra o uruguaio cumpriu pesadas penas de suspensão por morder os adversários.

A mordidela de Suárez a Chiellini passou despercebida ao árbitro da partida, o mexicano Marco Rodríguez, mas não às câmaras de televisão.

Como tal, a FIFA já prometeu investigar o incidente sem mais demoras, a tempo do desafio dos oitavos-de-final frente à Colômbia.

Tentar não custa

A equipa de desporto da euronews teima em tentar prever os resultados do Campeonato do Mundo como se fosse uma espécie de polvo amestrado.

Pela primeira vez neste mundial, os jornalistas previram uma vitória de Portugal, por duas bolas a uma, esperemos agora que os jogadores lusos sigam o exemplo. No entanto, a taxa de sucesso das previsões aqui feitas não augura nada de bom para a equipa das quinas. Infelizmente acertar resultados parece quase tão difícil como ver Portugal nos oitavos.

Normalmente estamos errados mas não passam de palpites. Junte-se a nós e faça o seu prognóstico nas redes sociais, usando a hashtag #TheCornerScores.