Última hora

Última hora

Aliado de Kirchner a braços com a justiça

Em leitura:

Aliado de Kirchner a braços com a justiça

Tamanho do texto Aa Aa

O vice-presidente da Argentina foi acusado de suborno, tráfico de influência e negociações incompatíveis com o exercício de cargo público. O processo remonta a 2010. Amado Boudou, então ministro da Economia e das Finanças Públicas é suspeito de ter beneficiado a empresa que detém o monopólio da emissão de notas, na altura à beira da falência.
Se for condenado arrisca-se a uma pena de seis anos de prisão.