Última hora

Última hora

EUA: a "febre" do futebol irá conquistar definitivamente os norte-americanos?

Em leitura:

EUA: a "febre" do futebol irá conquistar definitivamente os norte-americanos?

Tamanho do texto Aa Aa

Face à boa prestação da seleção dos Estados Unidos, apurada para os oitavos de final do Mundial 2014 no Brasil, a “febre” do futebol conquista cada vez mais adeptos norte-americanos.

Com 25 milhões de telespetadores, a segunda partida contra a seleção portuguesa, foi o jogo de futebol com maior audiência da história dos Estados Unidos.

Mas, a nível nacional, a liga norte-americana de futebol – chamado “soccer” no território norte-americano – continua a ser bastante modesta.

Noah Frank, editor de desporto de uma rádio de Washington, explica que “as estrelas de ‘baseball’ ganham mais de 20 milhões de dólares por ano. Na liga de futebol, à parte algumas estrelas que ganham bem, os salários médios são da ordem dos 36.000 dólares, um sálario modesto para viver na maioria das cidades onde jogam”.

Como sublinha o correspondente da euronews, o futebol ainda está longe de fazer parte da elite dos desportos nos Estados Unidos.

Stefan Grobe diz que “tem uma desvantagem competitiva contra outros grandes desportos profissionais, que é o dinheiro. O ‘baseball’, o basquetebol, o hóquei no gelo e o futebol americano são operações multimilionárias que dominam o mercado. Mas haverá talvez mudanças face ao entusiasmo com o Mundial de Futebol”.