Última hora

Última hora

A música ecoou em Sarajevo mas sem os sérvios bósnios

Em leitura:

A música ecoou em Sarajevo mas sem os sérvios bósnios

Tamanho do texto Aa Aa

Numa altura de evocar a tragédia, surge a música. Sarajevo parou para ouvir tocar a Orquestra Filarmónica de Viena. A União Europeia tornou possível a organização destas cerimónias que relembram o centenário da morte do arquiduque Francisco Fernando, o prelúdio da Primeira Guerra Mundial. O concerto teve lugar no edifício onde antes se situava a Câmara da cidade, o último local visitado pelo arquiduque antes de ser assassinado às mãos do nacionalista sérvio Gavrilo Princip.

Uma réplica do veículo que transportava Francisco Fernando foi colocada no local do homicídio. Os sérvios bósnios não participam nestas celebrações. Em vez disso, prestam homenagem a Princip na cidade de Visegrado.