Última hora

Última hora

Rússia envia aviões de combate para reforçar ofensiva sobre Tikrit

Em leitura:

Rússia envia aviões de combate para reforçar ofensiva sobre Tikrit

Tamanho do texto Aa Aa

O assalto das forças iraquianas a Tikrit representa muito mais do que o resgate da cidade onde nasceu Saddam Hussein das mãos dos jihadistas. O governo do contestado primeiro-ministro Nouri al-Maliki apresenta esta operação como a grande resposta militar à entrada fulgurante dos combatentes do Estado Islâmico do Iraque e do Levante no país.

Para além de Tikrit, os insurgentes sunitas tomaram, em apenas duas semanas, a cidade de Mossul, várias localidades na província de Kirkuk e junto à fronteira síria. Antes que efetuem uma investida sobre Bagdad, as barreiras de segurança foram reforçadas nos acessos à capital. Contabilizam-se já mais de mil mortos no avanço dos jihadistas que colocaram em evidência a vulnerabilidade do exército treinado pelos Estados Unidos.

Pela primeira vez, al-Maliki fala na possibilidade de uma solução política, abrindo a porta à reformulação do governo, acusado de deixar à margem os sunitas. Para já, o executivo recebeu uma encomenda de cinco aviões de combate da Rússia, em segunda mão, para consolidar o poderio aéreo. Uma ajuda semelhante tinha sido pedida aos Estados Unidos, mas Washington não chegou a concretizá-la.