Última hora

Última hora

BNP Paribas conhece multa por litígio nos Estados Unidos

Em leitura:

BNP Paribas conhece multa por litígio nos Estados Unidos

Tamanho do texto Aa Aa

Dia de veredicto para o BNP Paribas. O maior banco francês deverá ter de pagar uma multa recorde e ficar proibido, temporariamente, de realizar operações em dólares em atividades de negócio de petróleo e gás.

O departamento norte-americano da Justiça divulgará o acordo esta segunda-feira, após o encerramento da bolsa de Nova Iorque, mas evoca-se uma multa 9 mil milhões de dólares, o equivalente a 6 mil milhões de euros.

Será a mais elevada de sempre imposta a um banco estrangeiro nos Estados Unidos e o montante só é superado pelo JP Morgan (13 mil milhões de dólares) e o Bank of America (11,6 mil milhões de dólares) no caso das “subprimes”.

O estratega Tom Elliot considera: “É uma multa enorme. O banco terá lucrado cerca de 4 mil milhões de euros no ano passado. Penso que, no futuro, todos os bancos que querem lidar com dólares em nome dos clientes vão ter, basicamente, de transferir as sedes de regulamentação para Washington”.

O BNP Paribas é acusado de ter autorizado, entre 2002 e 2009, transações em dólares com países como Cuba, Irão e Sudão, alvo de sanções de Washington.