Última hora

Última hora

Holanda vence ao cair do pano, Costa Rica continua a sonhar

Em leitura:

Holanda vence ao cair do pano, Costa Rica continua a sonhar

Tamanho do texto Aa Aa

Por cada equipa europeia que segue em frente, há uma que regressa a casa. A Holanda continua em prova no Brasil, graças a uma vitória milagrosa sobre o México, enquanto a Grécia terá de fazer as malas depois de se ter tornado na mais recente vítima da surpresa Costa Rica.

Um penálti de Klaas-Jan Huntelaar quatro minutos depois dos noventa completou uma reviravolta improvável e conseguida já no último suspiro do encontro.

A laranja mecânica foi dominada pelo México durante grande parte do encontro e viu-se a perder já no segundo tempo após um remate de meia distância de Giovani dos Santos.

Quando já se festejava o triunfo mexicano nas bancadas, a Holanda chegou ao empate por Wesley Sneijder. Faltavam dois minutos para os noventa. A reviravolta ficou completa nos descontos depois de Arjen Robben ter sido carregado em falta na área.

Apesar da boa exibição, o México ficou-se pelos oitavos de final pelo sexto mundial consecutivo.

Nos quartos-de-final a Holanda irá defrontar a Costa Rica, que sofreu e muito para deixar pelo caminho a Grécia. Bryan Ruiz colocou os centro-americanos em vantagem mas tudo se complicou após a expulsão de Óscar Duarte aos 66 minutos.

Os gregos acabaram por empatar já nos descontos por Sokratis Papastathopoulos mas não souberam tirar partido da vantagem numérica no tempo extra.

Nos penáltis, Keylor Navas foi o herói para os Ticos ao defender o remate de Theofanis Gekas.

O jogo entre Costa Rica e Holanda terá lugar no próximo sábado em Salvador.

Paz e tranquilidade em França, vingança é palavra de ordem na Argélia

A França parece bem distante das polémicas de 2010 e discute um lugar entre as oito melhores seleções do planeta com a Nigéria em Brasília.

Um nulo no último jogo com Equador não chega para apagar a boa imagem deixada pelos franceses nos encontros com Honduras e Suíça. Didier Deschamps para já está a ganhar a aposta na juventude e já deu para perceber que se os gauleses estiverem ao seu melhor nível terão uma palavra a dizer no mundial. Mamadou Sakho, com problemas físicos, é a única dúvida para Deschamps.

Nos campeões africanos, Stephen Keshi não tem indisponíveis. As Super-águias perseguem a primeira presença nos quartos-de-final do Campeonato do Mundo e contam com um trunfo de peso na baliza. Vincent Enyeama foi considerado pela FIFA como o melhor guarda-redes da primeira fase.

O outro jogo de segunda-feira coloca frente a frente Alemanha e Argélia. A única vez que as equipas mediram forças num mundial foi em 1982. Os argelinos levaram a melhor mas ficaram pelo caminho graças ao jogo da vergonha entre Alemanha e Áustria, em que o 1-0 previamente combinado para os alemães permitiu a ambas as equipas seguir em frente.

Joachim Löw, que tem em Podolski o único lesionado, afirmou não perceber a sede de vingança das raposas do deserto, visto que nenhum dos seus jogadores tinha nascido aquando do encontro.

Para os argelinos, no entanto, o jogo com a Alemanha é o sonho de toda uma vida. O capitão Madjid Bougherra é a única dúvida no onze.

Excesso de otimismo europeu e a fúria argelina

Desde o início do Campeonato do Mundo que a equipa de desporto da euronews teima em tentar adivinhar os resultados, contrariando todas as noções de bom senso e lógica. Sabemos bem que provavelmente estamos errados mas isso não nos impede de tentar.

Para os jogos de segunda-feira os especialistas da euronews previram vitórias fáceis das equipas europeias, o que só prova que não prestaram grande atenção à performance das equipas do velho continente na primeira fase. A goleada da Alemanha enfureceu o representante argelino, que naturalmente votou contra.

Junte-se a nós, partilhando o seu palpite nas redes sociais usando a hashtag #TheCornerScores