Última hora

Última hora

Mundial 2014: sonho grego "encalha" no Recife

Em leitura:

Mundial 2014: sonho grego "encalha" no Recife

Tamanho do texto Aa Aa

A Grécia regressa à austeridade, depois de ter sido eliminada, esta noite, do Mundial de futebol, durante um jogo com a Costa Rica decidido a penáltis, na cidade brasileira de Recife.

Uma derrota sem desilusão para os milhares de gregos que acompanharam o desempenho da equipa durante duas horas, depois de um golo, quase ao final do tempo regulamentar, ter permitido um empate a uma bola e mais 30 minutos de esperança, em vão.

O jogo acabaria por terminar a penáltis com cinco golos para a Costa Rica e três para a Grécia.

“A Grécia lutou até ao fim, mereciam ter ganho mas tiveram azar. Não sei o que dizer”, afirma um apoiante da seleção grega.

Outro apoiante sublinha, “eles não pouparam esforços e jogaram bem. É uma vergonha termos sido eliminados mas é o que pode acontecer quando um jogo termina a penáltis”.

Longe da vitória no campeonato europeu há dez anos, a Grécia recusa-se a falar de tragédia, num momento em que o país continua a bater-se contra os efeitos da crise económica.

Os jogadores da seleção tinham mesmo rejeitado qualquer compensação económica em caso de qualificação, tendo preferido pedir ao primeiro-ministro, como alternativa, que apoiasse a equipa na construção de um novo centro de treinos para jovens futebolistas.

O correspondente da euronews em Atenas remata: “deceção e orgulho. Estes são os sentimentos dos gregos depois da Costa Rica ter eliminado a seleção grega. Deceção depois do jogo ter sido decidido por penáltis, mas orgulho face a uma equipa que conseguiu algo até hoje inédito: a qualificação na fase de grupos de um Mundial”.