Última hora

Última hora

Bypass eletrónico permite a jovem paralisado mexer músculos com o pensamento

Em leitura:

Bypass eletrónico permite a jovem paralisado mexer músculos com o pensamento

Tamanho do texto Aa Aa

Um homem tetraplégico foi capaz de mexer a mão e os dedos graças a uma espinal medula virtual.

Ian Burkhart tem vinte e três anos e foi a primeira pessoa a testar um bypass eletrónico direto entre o cérebro e o braço.

Chad Bouton dirige a equipa de cientistas que desenvolveu o projeto.

“É como um bypasse cardíaco mas em vez de reencaminharmos o sangue, reencaminhamos sinais elétricos. Pegamos nesses sinais cerebrais, contornamos a lesão e vamos diretamente aos músculos”, explicou o investigador norte-americano.

Os cientistas implantaram no córtex cerebral motor do paciente um pequeno circuito micro-elétrico que interpreta os sinais do cérebro

Um computador recodifica os sinais e envia-os para uma manga recheada de estimuladores elétricos.

O objetivo é estimular os músculos para que a mão execute os movimentos.

Para o jovem paciente, a capacidade de fazer pequenos movimentos é um grande salto na qualidade de vida.

“Pegar num copo de água e poder beber, lavar os dentes, comer, esse tipo de coisas fazem um grande diferença na nossa vida.

A nova tecnologia implicou quase dez anos de trabalho. Os cientistas esperam testá-la em breve em novos pacientes.