Última hora

Última hora

Putin lança ofensiva diplomática

Em leitura:

Putin lança ofensiva diplomática

Tamanho do texto Aa Aa

Vladimir Putin reuniu em Moscovo todos embaixadores da Rússia para defenir as linhas da ofensiva diplomática para o próximo ano.

Num discurso longo deixou recados e enviou mensagens aos líderes mundiais especialmente sobre a crise na Ucrânia e sobre as relações económicas com a Europa.

Moscov diz que vai continuar a proteger as populações estrangeiras de língua russa.

“ Na Ucrânia os nossos compatriotas, povo russo e pessoas de outras nacionalidades, a sua língua, cultura, direitos civis estão ameaçados. Que tipo de reação os nossos parceiros esperam de nós com os acontecimentos que vemos na Ucrânia? Certamente que não podiamos deixar as pessoas e a Criméia, Sevastopol nas mãos dos nacionalistas radicais e seus militantes”.

O presidente russo acusou ao seu homólogo ucraniano Petro Poroshenko “total responsabilidade” pela retomada formal dos combates no leste.

Sobre a Europa declarou:“A Europa é o nosso parceiro comercial natural. Queremos garantir que vai haver novas oportunidades de cooperação empresarial. Para isso é necessário modernizar a base jurídica para a nossa cooperação, a estabilidade e a previsibilidade das relações. Principalmente na grande área de energia”.

UE decidiu hoje para preparar novas sanções contra a Rússia, tendo em vista a continuação da crise ucraniana.
O Estados Unidos mantém igulmente a pressão.

“ O nosso contato com os Estados Unidos é de grande importância para todo o mundo. Estamos prontos para um diálogo construtivo – Eu gostaria de sublinhar mais uma vez – com uma base de igualdade de direitos “.

Barack Obama ameaçou o presidente russo com novas sanções se a Rússia não conseguir pôr fim à entrada de armas no país vizinho e se não retirar o seu apoio aos separatistas.