Última hora

Última hora

Qual o banco que se segue ao BNP Paribas?

Em leitura:

Qual o banco que se segue ao BNP Paribas?

Tamanho do texto Aa Aa

O mercado reage com alívio à conclusão do litígio do BNP Paribas nos Estados Unidos, mas há outros bancos na mira da justiça norte-americana.

As ações BNP Paribas abriram, esta terça-feira, em forte alta. Mas o maior banco francês terá de pagar uma multa recorde de 6,5 mil milhões de euros, tem de afastar 13 funcionários e está proibido de realizar, durante um ano, operações em dólares em negócios de petróleo e gás.

Numa declaração pública, o diretor-geral do banco, Jean-Laurent Bonnafé, disse “lamentar os erros do passado” e reconhece que “certas falhas identificadas (…) são contrárias aos princípios éticos”.

O BNP Paribas declarou-se culpado de violar os embargos norte-americanos ao Sudão, Irão e Cuba. Apesar de tudo diz ter a solidez financeira para amortecer o impacto do veredicto e, prova disso, vai manter o dividendo aos acionistas.

O caso do BNP Paribas poderá ser apenas o primeiro.

Segundo algumas fontes, os bancos franceses Crédit Agricole e Societé Generale, o alemão Deutsche Bank e a filial mexicana do Citigroup estão a ser investigados pelo departamento norte-americano da Justiça pelas mesmas acusações.

Os dois bancos franceses estão já a realizar auditorias internas às operações em dólares.